alta-performance alta-performance

Como profissionais de alta performance podem melhorar os resultados de sua empresa?

7 minutos para ler

Nos dias de hoje, é quase impossível encontrar alguém que não possua a rotina corrida e pouco atarefada. Nesse sentido, como já dizia o filósofo Zygmunt Bauman, vivemos em uma “Modernidade Líquida”, modernidade essa na qual o ser humano vive em um querer constante de buscar novas formas de realizações e experiências, como que em uma corrida diária contra o tempo.

Sendo assim, o dia-a-dia cada vez mais lotado de compromissos gera consequências em cadeia. Pessoas estressadas, ansiosas e frustradas que refletem em profissionais pouco produtivos, desmotivados e que não excedem a superficialidade de suas obrigações, alcançando uma performance (desempenho) mediano ou baixo em relação aos papéis que exercem. Entretanto, paradoxalmente e infelizmente, muitas empresas não ajudam a melhorar esse cenário, o que agrava a situação tanto para os seus funcionários quanto para os resultados da própria empresa.

O que seria a alta performance pessoal e profissional?

Um conceito muito valorizado diante desse cenário de Modernidade Líquida, é a Alta Performance. Ela pode ser interpretada como muito além de alcançar bons resultados, mas sim “ir além do esperado”, mesmo diante de uma rotina corrida. Pessoas de alta performance são aquelas altamente motivadas, que estão dispostas a melhorar constantemente e buscar os objetivos mais ousados, excedendo as suas obrigações.  

Na vida pessoal, pessoas de alta performance são aquelas que sabem gerir o seu tempo, despender energia no que é interessante e dar resultados. Enfim, ter o tempo certo para cada coisa no momento certo. É saber o que priorizar, ter foco e equilíbrio na vida.

No trabalho, colaboradores de Alta Performance são aqueles que contribuem para a empresa, inspiram as equipes e consequentemente, apresentam melhores resultados. Sua motivação e dedicação no trabalho são mais intensos do que o usual.

Em geral, pessoas de alta performance tendem a ser profissionais com essa característica também. Entretanto, se a própria empresa não fomentar essa cultura de Alta Performance, é mais difícil que existam pessoas motivadas o bastante para permanecer em um lugar onde não há esse fomento. 

A relação da cultura de alta performance com os resultados de uma empresa

Um estudo global de 2007 da McKinsey sobre o desempenho organizacional, descobriu que empresas reconhecidas por sua alta performance têm 2,2 vezes mais chances de gerar rentabilidade superior às outras empresas. 

Do mesmo modo, o pesquisador americano James Heskett, da Universidade Harvard, foi um dos primeiros a estudar a correlação direta entre cultura e resultados. Em um de seus estudos com mais de 200 empresas americanas em um período de mais de 10 anos, os resultados são surpreendentes. Empresas que gerenciaram bem suas Culturas, de forma a gerar impacto no negócio, aumentaram sua receita em 682% comparado a um resultado de 166% daquelas empresas que não fizeram o mesmo trabalho. Não é à toa que empresas como Apple, Google e Disney são reconhecidas por suas culturas de alta performance. 

Powered by Rock Convert

As empresas que fomentam esse tipo de cultura realizam um “Contrato Psicológico” com seus colaboradores. Rousseau define o contrato psicológico como os “termos do acordo de troca estabelecidos entre os indivíduos e suas respectivas organizações.” Em outras palavras, é a forma que a empresa encontra de se organizar internamente e de criar um cultura em que os empregados sintam que seus gestores estão respeitando seu direito de se desenvolver, crescer e usar sua própria iniciativa. Então, em contrapartida, estes irão evoluir da organização e terão oportunidade contribuir com esforço voluntário. E o esforço voluntário é justamente o “ir além do esperado”, que caracteriza a Alta Performance.

Como consequência, tais práticas ajudam a reduzir a rotatividade, o absenteísmo e a melhorar o clima organizacional e a produtividade do grupo. É a Cultura que vai transformar a empresa em um ambiente único para atrair e engajar os talentos que vão fazer a visão do negócio acontecer.

Mas quais são os primeiros passos para fomentar uma cultura de alta performance em uma empresa?

 A forma com que o trabalho é feito, com que os processos são gerenciados, o perfil profissional de seus funcionários, o estilo de liderança que é valorizada, a forma como as decisões são tomadas… tudo isso é a Cultura Organizacional. Não existe fórmula pronta, tendo em vista que cada organização possui uma cultura única. Entretanto, existem aspectos comuns dela que caracterizam culturas de Alta Performance. 

1) Compromisso com o crescimento dos funcionários

Em um estudo publicado pela revista “Sociedade, Contabilidade e Gestão”, em 2014, os principais pontos motivadores para a dedicação ao trabalho em empresas de alta performance, apontados pelos trabalhadores entrevistados, ou seja, os mais valorizados por estes no contrato psicológico firmado com as suas organizações são: o desafio intelectual ao se trabalhar com pessoas altamente qualificadas e a meritocracia (o reconhecimento do trabalho).  Como exemplo, no vídeo “Corporate Culture Apple”, no qual colaboradores da Apple são entrevistados, é retratado como o processo de recrutamento da empresa é estruturado para atrair profissionais que são os melhores no que fazem, ou apresentam potencial para tal. Sendo assim, por formarem equipes altamente qualificadas, o desafio intelectual é constante e os resultados que saem do seu trabalho são impressionantes. 

2) Todos sabem o seu papel dentro da organização

A preocupação dos gestores com que os funcionários sejam instruídos sobre o seu papel e, além disso, apoiados com instrumentos de capacitação, gera motivação nos funcionários. Dessa maneira, incentiva-se a vontade de contribuir com esforço próprio e de buscar a melhoria contínua a partir do momento em que eles sabem exatamente quais são as suas funções, os meios para realizá-las e quais são as expectativas da empresa sobre o trabalho deles. Isso acontece em empresas as quais os processos de cada setor/cargo são mapeados, por meio de um Mapeamento de Processos. Ele possibilita a instrução e capacitação do funcionário dentro do “todo” que é a organização, otimizando o tempo de adaptação de um recém-contratado.

3) Visão compartilhada de valores

Os valores e princípios que são defendidos pela empresa são a sua “identidade”. Ela precisa permear todas as formas de agir e pensar de seus líderes e funcionários.  Cada organização possui diferentes valores, e deve ser reconhecida pela sua identidade própria. Porém, observa-se que empresas com cultura de Alta Performance possuem uma noção de valores em comum que norteiam o dia-a-dia do trabalho e contribuem para que elas sejam as empresas que são. No vídeo supracitado, os profissionais da Apple citam, por exemplo, alguns valores compartilhados pelos funcionários dessa empresa de Alta Performance, como: 

  • Pensar “fora da caixa”. Isto é, buscar soluções inovadoras e ter protagonismo o suficiente para conseguir solucionar problemas que fogem da área de conhecimento do profissional; 
  • Reconhecer a mudança como forma de crescimento e necessidade estratégica, bem como saber se adaptar rapidamente a elas;
  • Valorizar a colaboração de diferentes áreas do conhecimento em um mesmo projeto. Desse modo, buscar sempre não só uma boa solução, mas sim, a melhor.

O elo entre a estratégia e os resultados

Em um contexto de estudo acerca da cultura de Alta Performance nas empresas, a frase de Satya Nadella, atual diretor executivo da Microsoft, resume o ponto principal deste texto: “A Cultura de uma organização é o que fará ela ter êxito ou não.”  Ela é o elo principal entre a estratégia e os resultados.

Texto escrito por Clara Lanza, vice-presidente da PUC Consultoria Jr.

otimização de processosPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.