Data driven: o que é, e como aplicá-lo na sua empresa

9 minutos para ler

Em tradução livre, data driven significa “orientado por dados”. Considerando a aplicação desse conceito em sua empresa, ele se reflete na tomada de decisões amparada pela análise de dados reais. A utilização dessa metodologia possibilita a análise e melhora dos processos e métricas da empresa, resultando em decisões mais assertivas e superiores em relação ao mercado.

Algumas das empresas mais bem sucedidas do mundo têm como base a cultura data driven. Dois grandes exemplos são o Spotify e a Netflix. Ambos estão inovando constantemente e se mantendo à frente de qualquer possível concorrência. Isso só é possível porque essas empresas criam conteúdo de acordo com as inúmeras análises feitas a partir dos dados dos clientes. Assim, elas conseguem prever as demandas e antecipar as necessidades de seus consumidores.

Levando-se em conta que o mundo está cada vez mais tecnológico, quem deseja manter seu posicionamento no mercado precisa estar um passo à frente. A pandemia da Covid-19 apenas acelerou o processo de digitalização, e o mundo rapidamente se adaptou à nova realidade. Aqueles que responderam rapidamente às demandas da sociedade logo ganharam espaço. Plataformas, aplicativos, servidores e todas essas inovações apenas foram possíveis pela união da inteligência humana à inteligência artificial.

Vantagens e possibilidades do uso dos dados

Compreendendo a dimensão da utilização de dados para a tomada de decisões, é cabível traçar de forma mais nítida seus benefícios. O primeiro a ser mencionado é a capacidade de reagir rapidamente a mudanças, levando à empresa muito mais adaptabilidade e capacidade de se manter estável em tempos de crise. Atualmente, 716 mil empresas fecharam sua portas com a pandemia do coronavírus, de acordo com o site El País, amparado pelas pesquisas do IBGE. Esse número poderia ser amenizado, se pelo menos uma parte dessas empresas estivesse preparada.

Outro benefício de orientar as decisões da sua empresa por dados, é o aumento da assertividade. As escolhas são feitas embasadas em insumos científicos, palpáveis, aumentando a confiança e probabilidade de acerto. Todo o processo possibilita fazer previsões acerca da tendência do mercado e, acaba por fomentar a inovação. Esse fator faz com que as empresas se destaquem em relação aos seus concorrentes. 

Ademais, ainda se pode contar com agilidade e, principalmente eficiência nas decisões. Há também o desenvolvimento de produtos e serviços superiores, ideais para os clientes. Isso se dá com a capacidade da empresa de planejar o futuro, podendo traçar estratégias certeiras para atingir seus consumidores. Existem muitos benefícios de aderir a cultura data driven na sua empresa, e o primeiro resultado a ser notado será nas finanças e no reconhecimento da sua marca. Dito isso, o próximo tópico mostra como implementá-la no seu negócio.

Uma cultura orientada por dados na prática

Primeiramente, faz-se necessário esclarecer que, tal implementação não se resume apenas à adesão de softwares e ferramentas de coleta de dados. Não é assim que funciona, uma vez que os dados não valem de nada se não forem interpretados de forma correta. Assim, a primeira mudança que deve ser feita é no mindset dos funcionários, de forma que eles sejam educados a analisar e interpretar o dados e, posteriormente tomar decisões.

Essa atuação no mindset dos funcionários será mais fácil se o clima organizacional da empresa for avaliado, pois te ajudará a entender a percepção deles sobre a empresa e quanto a cultura está consolidada. Feito isso, é necessário que as lideranças dêem o exemplo, assumindo uma postura de sempre procurar por respostas antes de agir. Esse momento é muito importante, pois o que é mais comum é o membro da empresa tomar um decisão, e logo apoiá-la com dados, quando o que deve ser feito é justamente o contrário.

Colocando data driven em prática

Quando essa forma de agir se consolidar e o comportamento dos funcionários se alinhar com a execução diária, é hora de colocar o método em prática:

  • O primeiro passo é coletar dados de fontes variadas
  • Em seguida, os dados devem ser integrados em um dashboard de forma intuitiva. É essencial que o acesso a esses dados seja fácil e não demande uma consulta a um especialista, pois diminui a produtividade.
  • O terceiro passo é investir em capacitação para os responsáveis em analisar os dados. Eles precisam estar aptos a tomar decisões assertivas, entender os dados e sua relação com o mercado. É preciso compreender os sinais de tendências que os dados mostram.

Algumas empresas contratam profissionais especializados no ramo, comumente conhecidos como Chief Data Officer (CDO). Eles são responsáveis por gerenciar estrategicamente os dados, garantir-lhes a qualidade, desenvolver ideias e projetos inovadores e também treinar o time, orientando-os a usar os dados. É uma boa escolha para empresas que ainda não desenvolveram, por diversos motivos, uma estratégia de capacitação do próprio time. Se essa for sua escolha, você pode melhorar o alcance das suas metas utilizando a metodologia SMART. Ela aumentará a efetividade da produção do seu time, tornando-os mais aptos para a implementação de uma nova cultura na empresa.

Powered by Rock Convert

Marketing: aumentando os resultados com a utilização de dados

Os responsáveis pelo marketing das empresas têm como sua base de atuação os dados. Eles possuem métricas que analisam as ações e comportamentos dos consumidores. A partir da observância dos algoritmos, são criadas estratégias assertivas para promover a marca ou determinado produto. Este é o marketing digital, responsável pela promoção da imagem da empresa, que garante uma personalização e comunicação direta ao cliente.

A fundamentação do marketing em fontes confiáveis é primordial para a segmentação do seu público, tornando-se capaz de atingi-lo de forma muito efetiva. Por meio dos dados, é igualmente possível definir conteúdos relevantes, os quais são direcionados à persona (personagem fictício que representa o consumidor ideal). Além do mais, o conhecimento acerca dos gostos e preferências dos consumidores contribui para uma personalização dos serviços, do conteúdo e da forma de divulgação.

Com o marketing digital ainda é possível acelerar os resultados almejados; realizar testes para definir a estratégia mais efetiva; e otimizar as experiências dos clientes, levando o que há de melhor para cada consumidor em sua individualidade. Cabe ainda citar a integração com o setor de vendas, conferindo à empresa uma inteligência comercial, que faz os dados trabalhar a seu favor.

Como ter um time de marketing efetivo?

  • Colete muitos dados: da concorrência, dos consumidores, do mercado, nas redes sociais e também através de ferramentas analytics, que é responsável por medir, coletar, analisar dados, entre outros.
  • Utilize de fontes internas e externas: quanto mais fontes (confiáveis), melhor!
  • Escolha uma ferramenta que possua a opção de automação, para facilitar as funções operacionais, e que tenha inteligência artificial.

Caso queira fazer um bom mapeamento sobre o concorrente,o mercado, e sua própria empresa, confira este post, que possui um passo a passo para te ajudar a montar um plano de ação. Com essas ferramentas em mãos e um time capacitado, sua empresa estará apta a se promover e alcançar seu clientes de forma mais efetiva. A orientação de decisões através de dados aumenta a qualidade dos conteúdos e a forma como ele alcança o consumidor. Facilita a captação de leads e a produção de marketing de conteúdo. Se ainda não conhece esses termos, é só acessar aqui.

Outros benefícios do bom marketing de conteúdo é ter acesso a informações como: os desejos e dores do cliente, para quando ele quer resolver, porque a solução do problema é importante. Além de conhecer seu hábitos de consumo e ter dados suficientes para definir o valor a ser cobrado pelo seu serviço. Tudo isso é possível porque trabalhar com marketing digital, é trabalhar com dados. E os dados não mentem, não se enganam, apenas trazem informações reais que foram coletadas com pessoas reais.

Conclusão

O Data Driven é uma metodologia para orientar a tomada de decisões, e foi adotado pelas maiores empresas do mundo. Se trata do uso de dados para prever tendências e implantar inovações.  Com base nas análises dos processos e métricas é possível diminuir custos; reagir rapidamente a mudanças; aumentar a eficiência na tomada de decisões; planejar e traçar estratégias para o futuro e ter maior adaptabilidade ao mercado.

Além do mais, para implantar o data driven nas empresas é preciso, primeiramente, mudar o mindset dos funcionários. Posteriormente, fazer com que as lideranças sejam exemplo de vivência do novo modelo. E apenas assim, adquirir as ferramentas necessárias, em conjunto com a capacitação do time. 

Foi apresentado a importância do marketing digital, que tem como base a utilização de dados. Como a partir disso é possível aumentar as vendas, personalizar o conteúdo e produto para o cliente e alcançar uma melhor posição no mercado. A PUC Consultoria Júnior possui serviços de gestão de pessoas e, faz uso de muitos dados no setor de marketing. Ademais, os dados são igualmente primordiais na execução dos projetos dos clientes, entregues sempre com alto grau de confiabilidade. 

Se quiser aumentar seu faturamento, conhecer melhor seu mercado, sua própria empresa, dentre outros, entre em contato com a gente!

Texto escrito por Heloisa Victória, consultora de projetos na PUC Consultoria Jr.

otimização de processosPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.