Empreendedorismo social: aprenda sobre esse modelo de negócio

5 minutos para ler

Nem todos os empreendedores buscam lucro. O estado é incapaz de sanar todos os problemas da sociedade, e é aí que entra o empreendedorismo social.

Empreendedorismo social

O empreendedorismo social

O empreendedorismo social caracteriza-se por uma forma de negócio que tenta minimizar mazelas sociais, por meio da criação de produtos ou serviços com foco na resolução desses problemas. Esse tipo de programa visa suprir as necessidades como educação, violência, saúde, alimentação e meio ambiente.

Um dos objetivos a serem atingidos com esse tipo de negócio é solucionar problemas sociais, gerar mais inclusão social, qualidade de vida, ajudando a combater a pobreza e diminuir a desigualdade.

Empreendedorismo clássico

Empreendedorismo clássico são ideias inovadoras e a capacidade de idealizar projetos. Assim, é possível gerar oportunidades de negócios por meio de visão estratégica, metodologias e criatividade.

O empreendedorismo social se diferencia do empreendedorismo clássico, pois, além de obter simplesmente o lucro, o propósito é desenvolver um negócio que possa servir constantemente determinada causa. A finalidade é gerar transformação nas comunidades, beneficiando a sociedade que está inserida e o bem-estar coletivo.

Assistência social

A assistência social está regulamentada por lei. O benefício é uma renda mensal de um salário mínimo concedida à pessoa portadora de deficiência e ao idoso.

Devido a pouca eficácia das ações governamentais, no qual o Estado deveria cumprir o seu papel de provedor social, diversas pessoas e organizações se moveram para solucionar essas questões da sociedade. Desta forma, surge também o ativismo social.

Empresa de sucessoPowered by Rock Convert

Ativismo social

O ativista social luta por uma causa, tornando-a o motivo de sua vida. Lutando pela causa no seu cotidiano, ele é o elemento e a união de um determinado grupo, influenciando como motivação de engajamento. O ativista social muita vezes deixa um grande legado para a comunidade.

Características do empreendedor social

O empreendedor social busca o principal valor em benefícios transformacionais na sociedade. Entretanto, apesar do retorno financeiro não ser a principal meta desse tipo de segmento, deve haver um controle e retorno financeiro. Afinal, deve haver a remuneração dos colaboradores, pagamento das despesas e a realização de outros investimentos. Esse retorno é fundamental para o crescimento e desenvolvimento dessas empresas.

A empatia é a principal característica dos empreendedores sociais. Visando conhecer o público ou a causa que desejam atender, ultrapassando os obstáculos e todas as dificuldades. Requer facilidade em tomar iniciativas, ser proativo, agilidade, criatividade, responsabilidade e persistência. Deve-se também ter uma visão além do presente, saber lidar com pessoas diferentes, preocupação em ver um mundo melhor e principalmente ver o trabalho como uma paixão.

  1. Inovação

    Esse tipo de negócio social permite integrar diferentes setores econômicos e oferecer produtos de qualidade a população com menos acesso ao mercado tradicional. É possível também utilizar novas tecnologias e plataformas online para criar empreendimentos sociais.

  2. Práticas de negócios

    O empreendedorismo social encontra com a participação das empresas de uma forma atuante em vários setores da economia. As empresas tendem a contribuir com projeto sociais importantes e buscam adequar uma cultura organizacional voltada para a responsabilidade social. Como exemplos, tem-se projetos voltados para alfabetização, inclusão digital, combate a pobreza e diminuição das desigualdades sociais.

    Outra maneira de executar essa proposta é por meio de feiras de negócios e eventos culturais promovendo a inclusão e com iniciativas colaborativas. A economia solidária é um exemplo de projeto social bastante efetivo no país.

  3. Abertura para o aprendizado

    No processo de disseminação de ideias do empreendedorismo social, julga-se necessário uma educação que seja acessível as comunidades. Há uma necessidade que as pessoas tenham acesso a uma transformação, a fim de lapidar e progredir no aperfeiçoamento o pensamento crítico.

    O objetivo da educação por meio do empreendedorismo social é criar comunidades com capacidade e habilidade empreendedora. Tem como compromisso tirar os indivíduos de uma situação de alienação. Logo, transforma-o em um ser reflexivo, consciente e crítico da situação em que vive, da situação política e ideológica nacional.

    Com o aprendizado adquirido, desperta o interesse nas pessoas a serem ativas, participantes e contribuírem para o desenvolvimento próprio e conjunto de outros cidadãos.

  4. Movido por valores

    O motivo principal para que os empreendedores sociais abram mão do lucro para investir em problemas sociais é o propósito. Tal missão deve ultrapassar o sucesso financeiro e objetivar o benefício do próximo.

    O empreendedorismo social deve ser desenvolvido por grupos que desejam alcançar os mesmos objetivos. Além disso, que busquem uma menor utilização do capital e maior utilização dos recursos humanos e sociais.
    As empresas que buscam empreender de forma social são empresas que tem comprometimento com a comunidade.

    Portanto, estão presentes e se tornam agentes responsáveis pelo desenvolvimento e bem-estar social tão ou mais eficiente do que o próprio governo.

Desafios encontrados

Um dos maiores desafios que se encontra nesse tipo de empreendimento é a captação de recursos. Portanto, a primeira preocupação dos empreendedores sociais é a alocação de recursos, por meio da disseminação das ideias e objetivos das ações sociais a serem desenvolvidas. Sendo assim, deve ter uma finalidade consistente e compatível a realidade e problemas reais.

A partir do desenvolvimento de projetos sociais, as empresas descobriram que o crescimento de sucesso no mercado pode estar bastante relacionado com o desenvolvimento e bem-estar social e, por isso, necessitam de ações sustentáveis e que contribuem para melhoria de diversas regiões. Portanto, o empreendedorismo social pode ser determinante para um desenvolvimento sustentável, tanto do empreendimento quanto da região.

Texto escrito por Fernanda Duque, Consultora de Projetos da PUC Consultoria Jr.

otimização de processosPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário