gestao de estrategia gestao de estrategia

Escolas de Samba: um modelo de gestão e sucesso empresarial

5 minutos para ler

Entenda porque as escolas de samba são um modelo de gestão e sucesso empresarial

Um dos maiores eventos do ano no Brasil é o carnaval. E o que contribui para que essa data se torne uma das mais esperadas e comemoradas, é a grandiosidade das escolas de samba. As escolas de samba, são consideradas como verdadeiros casos de sucesso no mundo empresarial.

Apesar de serem classificadas como ‘organizações culturais sem fins lucrativos, cuja principal atividade é a realização do desfile durante o Carnaval’, os desfiles realizados e a repercussão desse evento chegam a movimentar bilhões de reais por ano só no Rio de Janeiro. Porém, para atingir esse sucesso, há por trás uma estrutura organizacional de peso para preparar o maior desfile de carnaval do mundo.

Utilização da gestão participativa nas escolas de samba

O modelo administrativo que mais funciona para realizar a gestão das escolas de samba é o modelo de gestão participativa. Esta por sua vez, é considerado como sendo uma das formas de gestão mais complexas de se aplicar em uma organização. A grande dificuldade de conseguir aplicar esse modelo ocorre por envolver a administração de pessoas e colaboradores, sendo essa uma das chaves para a empresa conseguir alcançar seus resultados, sejam eles de longo ou curto prazo.

A partir do momento que ela consegue fazer cada colaborador compreender sua importância e seu papel na organização, se torna possível:

  • Atuar no aprimoramento e motivação das relações de trabalho;
  • Promover a integração entre todos os agentes que fazem parte dos processos da empresa;
  • Gerar um sentimento de pertencimento nos membros, de forma que entendam e se envolvam com os objetivos da empresa.

Analisando esses quesitos, pode-se ver que as escolas acabam adquirindo um diferencial que muitas empresas almejam. Elas possuem profissionais altamente qualificados e motivados, que apresentam muita criatividade, e desenvolvem um sentimento de equipe.

O mais impactante é que esse diferencial é percebido claramente no dia do desfile, tanto pelas pessoas que compreendem e são responsáveis por julgar o movimento, quanto por aquelas que admiram o desfile. Ou seja, a gestão participativa é tão intensa, que é facilmente notável para qualquer pessoa o nível de interação e engajamento entre os membros.

Estrutura organizacional das escolas de samba

Toda empresa necessita de uma estrutura organizacional para conseguir atingir seus objetivos e realizar suas atividades. Nesse sentido, utilizando de uma estrutura otimizada, o empreendimento consegue dividir suas atividades, e se programar devidamente. A organização dos desfiles, começa logo após o término do desfile daquele ano, e muitas vezes algumas preparações já começam antes disso.

E para suportar as preparações que possuem prazo de um ano inteiro ou mais, existe um cronograma rígido para a realização das atividades, tendo departamentos para cada área, como:

  • Administrativo;
  • Financeiro;
  • Jurídico;
  • Carnaval;
  • Barracão;
  • Harmonia;
  • Assessoria;
  • Comunicação;
  • Bateria;
  • Cultural.

As agremiações também são compostas por uma hierarquia, portanto, existe um presidente, um presidente de honra, e diretores que ficam encarregados por áreas diferentes. Essas divisões em departamentos, são essenciais para conseguir realizar a organização de cada uma das tarefas para compor o desfile.

E para conseguir concretizá-lo, é necessário primeiramente a contratação do carnavalesco. Dessa forma, é justamente o carnavalesco que será responsável pela concepção de todos os detalhes como:

  • coordenação das equipes que estarão à frente das etapas de produção de fantasias e carros alegóricos e;
  • indicação de profissionais especializados que farão parte de sua equipe de trabalho.

Além disso, para que tudo fique pronto em cerca de um ano, até mesmo as etapas de desmonte e escolha das peças que serão utilizadas dos carros alegóricos, possuem um tempo certo para serem realizados. 

Utilização de uma gestão estratégica

O que se nota, é que a quantidade de profissionais que estão a frente do carnaval, possuindo diferentes formações e competências, precisam de algum modo interagir para fazer os desfiles acontecerem. E as escolas de samba, mais do que qualquer outra organização vem conseguindo administrar e dominar essa técnica com maestria.

Dessa maneira, o carnaval se tornou mais do que uma simples festa, e as escolas de samba são consideradas as organizações que mais levam esse movimento cultural a sério. Sua responsabilidade de representar esse evento de maneira suntuosa é grande, e elas sabem definitivamente como fazer isso.

Não é atoa que as agremiações são consideradas como referência no mercado para qualquer empresa. São milhares de pessoas sendo coordenadas e trabalhando juntas desde a execução dos carros alegóricos, até as coreografias e limpeza dos barracões. 

E sendo sinônimo de uma combinação de gestão e visão estratégica bem realizada, ela sabe alocar devidamente os recursos humanos e materiais que tem à disposição. Assim, empresas de todos os tipos e portes podem buscar se espelhar nessas verdadeiras organizações que representam o carnaval, e carregam sua grandiosidade para o mundo.

Texto escrito por Luíza Abreu, Gerente de Marketing da PUC Consultoria Jr.

Posts relacionados

Deixe um comentário