Finanças Pessoais Finanças Pessoais

Saiba como controlar suas Finanças Pessoais

5 minutos para ler

Finanças pessoais é toda entrada e saída da sua vida privada, ou seja, todo a sua movimentação financeira. Sendo ela, receita (valor recebido) ou custos (valor gasto, despesas), isso inclui todas as contas fixas e os gastos esporádicos, incluindo o cafezinho. 

O controle financeiro não é importante apenas para empresas, na vida pessoal é imprescindível essa gestão para manter as contas em dia e poder se planejar para realizações a longo prazo. Porém, poucas pessoas possuem o hábito desse controle pessoal, mesmo com sua relevância para o crescimento financeiro pessoal ou empresarial. 

Efetuando o controle das entradas e saídas mensais, é possível se organizar para observar os custos e a receita. Além disso, terá a visão de todos os gastos, sendo eles, fixos, variáveis ou esporádicos, e como esses podem ser diminuídos. 

5 passos para se ter o controle financeiro: 

1- Defina seus objetivos 

Com objetivos claros em mente, é mais fácil saber a melhor estratégia a ser tomada. Além do mais, uma boa meta colabora para decisão de quais gastos são realmente importantes.

2- Anote todas as receitas e gastos mensais.

Assim será possível compreender melhor o que entra e sai, e de que maneira isso ocorre.

3- Avalie maneiras de diminuir os gastos

Após visualizar todos os gastos é possível ver quais desses podem ser cortadas ou diminuídas, permitindo poupar mais.

4- Invista o valor poupado

Seja para a criação de uma reserva de emergência ou para gastos de longo ou médio prazo, é importante investir uma parte da receita.

5- Revise sempre suas finanças

Dessa maneira, sua gestão financeira estará sempre sendo aperfeiçoada e atualizada. 

Reserva de Emergência

Colocando suas contas em dia, é necessário fazer uma reserva financeira para emergências, como desemprego, problemas de saúde e etc. Para isso, você irá contabilizar seus gastos mensais e poupar o valor equivalente a 6 meses de seus gastos. Com isso, se ocorrer algum imprevisto você terá condição de arcar com suas despesas sem se endividar.

Uma boa forma de guardar esse montante é através de investimos de renda fixa com alta liquidez. Dessa forma, é possível ter seu dinheiro acessível para imprevistos e rendendo.

Como potencializar sua renda

Após o controle dos gastos a curto prazo e da criação da reserva de emergência, é possível iniciar o planejamento para médio e longo prazo. Uma vez que, ao melhorar seu padrão de consumo e diminuir seus gastos, é possível poupar. E a melhor maneira de guardar esse valor, é investindo. 

Ao investir, em renda fixa, você aplica seu dinheiro poupado e recebe esse valor com juros. Enquanto, em renda variável, o valor do retorno pode variar positivamente ou negativamente, uma vez que, há mais riscos, porém, seu retorno pode ser muito maior.

Dessa maneira, ao investir é possível receber uma renda sem esforço, visto que, o valor irá aumentar sem um esforço da sua parte. Com isso, pode se planejar para aquisições maiores no futuro e é uma ótima maneira de guardar seu dinheiro para o período da aposentadoria.   

Ferramentas para o controle das Finanças Pessoais

Para facilitar esse controle existem várias ferramentas digitais que te auxiliam nesse processo. 

Planilha de finanças pessoais

Esse método consiste em registrar todas suas receitas e custos, no fim, o saldo será gerado automaticamente.

Dessa maneira é possível visualizar o que está acontecendo em sua vida financeira, inclusive através de gráficos. Sendo assim, você terá um panorama de tudo que acontece mensalmente, além de conseguir superar melhor os possíveis imprevistos que podem acontecer.

A nossa Planilha de Controle Financeiro pode te ajudar no seu controle de finanças pessoais.

Aplicativos

Guia de bolso

É um aplicativo que permite registrar todas suas receitas e despesas, e por ser integrado aos bancos, você só precisa cadastrar as suas contas e cartões para o sistema identificar suas movimentações. Além disso, você pode categorizar seus custos, gerar gráficos de desempenhos, estipular metas de economia e muito mais.

Porque dividir a conta pessoal das contas empresariais

Apesar do controle financeiro ser importante para todas as pessoas, é essencial ter essa divisão. Quando se tem contas conjuntas, não é possível ter um panorama real dos valores.

No âmbito pessoal, essa junção dificulta a visão dos gastos , assim, o corte dos gastos supérfluos é prejudicado. Além disso, ao visualizar o montante da receita, um empreendedor pode não conseguir diferenciar esse valor e acabar adquirindo dívidas que não é capaz de arcar.

Em relação a gestão, é comprometida, visto que, ao visualizar os valores juntos, a possibilidade de erro é maior. Assim, decisões estratégicas são prejudicadas, o que pode gerar problemas futuros. Sendo que,  ao dificultar a visualização dos gastos, ter um controle dos dados de entrada e saída de dinheiro torna-se mais complicado, além de atrapalhar a compreensão dos gastos setoriais.

Com isso, é perceptível a necessidade de um controle de finanças pessoais para manter seu orçamento saudável. Além disso, com essa organização você conseguirá lidar melhor com os imprevistos, colaborando assim, para o seu crescimento.

Texto escrito por Isabella Fortes, Consultora de Projetos da PUC Consultoria Jr.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.