roi roi

ROI: Aprenda a calcular o retorno do investimento do seu negócio

6 minutos para ler

A grande maioria das empresas criadas tem um foco em mente: lucro. Contudo como é possível identificar se todo o capital aplicado em determinado processo está sendo lucrativo? Ou até mesmo diferenciar os processos que estão dando certo, e assim otimizar com mais segurança os investimentos? É nesse momento que o ROI entra em ação.

A sigla corresponde a Return over Investment (em português, retorno sobre investimento), e nada mais é que um indicador que estabelece se determinado investimento está trazendo lucro ou prejuízo para a empresa.

Porque é importante?

A partir da aplicação do ROI é possível avaliar quais investimentos estão realmente contribuindo para a empresa, e assim alocar incisivamente o capital em processo rentáveis. Esse indicador ajuda a traçar metas com base em resultados anteriores e auxilia na visualização do tempo necessário para que certo investimento se torne rentável.

Através dessa métrica torna-se mais simples formular um Planejamento Estratégico, algo essencial para a boa desenvoltura de uma empresa. Ao analisar os dados fornecidos pelo ROI, é possível saber qual as origens do seu faturamento e traçar metas e métodos de alavancagem da empresa com maior facilidade.

Como é possível calcular o ROI?

A partir da seguinte fórmula:

roi

Toda a receita obtida pelo investimento Subtrai-se o custo do investimento da receita total obtida pelo investimento. Encontrado esse valor, é necessário dividi-lo pelo custo novamente e, após esse cálculo, o resultado deve ser multiplicado por 100 para obter, em porcentagem, o ROI total.

Para facilitar a compreensão, segue um exemplo:

A empresa do João estabeleceu uma nova estratégia de marketing, que lhe custará $1000. Após 6 meses da adoção da estratégia a empresa obteve uma receita de $2500, entretanto João não sabe quanto rendeu a estratégia, e através do ROI lhe foi possível descobrir.

Sendo assim, ao realizar o cálculo, o resultado foi de 1.5, para calcular em porcentagem deve-se multiplicar o valor encontrado por 100, ou seja, o ROI da campanha de marketing adotado por João foi de 150%, o que é um excelente valor.

Componentes da Fórmula

  • Receita: individuada na formula, deve ser representada por toda a arrecadação ocasionada pela implementação do processo analisado. Dentro de receita não se pode calcular faturamentos que não foram ocasionados pelo investimento em questão. Então, ao calcular o ROI de uma campanha de marketing, por exemplo, é necessário que venha representado todas as vendas somente do setor focado e não dos demais setores.
  • Investimento: é o valor total gasto com o processo em questão, todos os custos para aplicação e funcionamento do mesmo

Como analisar o resultado?

É muito simples analisar o resultado do ROI. Para maior compreensão, vamos retomar o exemplo da empresa de João, já utilizado.  

Com o investimento de R$1000, João obteve uma receita de R$2500 e após colocar os valores na formula, João adquiriu um retorno sobre investimento de 150%. A cada R$1 investido por João, ele terá retorno de 150%, ou seja, a cada real investido ele receberá R$1,5 de lucro. E isso remete a um resultado totalmente positivo.

Powered by Rock Convert

Ocorrerão casos em que o ROI resultará em um valor negativo, o que indica que o investimento adotado pela empresa gerou prejuízo.

Falhas do ROI

Assim como todos os índices, o ROI não foge à regra e possui seus defeitos.

  • Tempo: A falha mais perceptível do ROI remete ao tempo, já que não é levado em consideração no cálculo da formula. Mas por que o tempo é importante? Um retorno mensal de 50% é ótimo, porém se esse mesmo retorno for obtido em 1 ano, o cenário muda. É importante analisar o tempo do investimento para visualizar se realmente valeu a pena. O resultado em si não é suficiente para determinar se o investimento foi eficaz ou não.
  • Superficialidade: Calcular o custo do investimento e da receita requer uma gama de informações que devem ser contabilizadas de maneira correta. Para calcular o ROI de uma obra de um edifício, serão necessárias uma vasta quantidade de informações, como custo da mão de obra, custo dos equipamentos, insumos para o funcionamento do maquinário e muitos outros. E para calcular a receita gerada pela obra? Mais difícil ainda. Diversos fatores muitas vezes não podem ser transformados em números e contabilizar as variedades de receitas é um trabalho complexo. Por isso, o índice, muitas vezes, é utilizado para tornar mensurável e tangível o que muitas vezes é abstrato, como as campanhas de marketing.

O ROI no marketing virtual

As campanhas de marketing, utilizadas em sites, trazem um retorno que muitas vezes não são de conhecimento do gerente da página. Através do ROI, é possível visualizar quais campanhas estão trazendo resultados e quais não e, assim, alocar seus investimentos em campanhas mais rentáveis.

E ao juntar o ROI com o CRO é possível obter resultados excelentes na mídia digital. Mas o que exatamente é o CRO e qual sua relação com o ROI?

CRO & ROI

O CRO do inglês, Conversion Rate Optimization, (em português Otimização de Conversão), é uma estratégia adotada no marketing digital para aumentar as conversões do site, beneficiando do tráfego que o site possui, sem necessariamente o aumentar. Uma página possui 500 visitantes diários, porém somente 5% desses 500 consumem seu serviço final, seja ele um documento oferecido pelo site, planilhas ou até mesmo consultoria.

A otimização de conversão entra nesse processo para aumentar a porcentagem dos usuários que consumem o produto final, aumentar de 5% para 10% por exemplo. Sem mudar a quantidade total de visitante diários.

Pode-se considerar que o CRO é um potencializador do ROI, visto que a partir de um aumento da taxa de conversão de visitantes para futuros leads, o faturamento da campanha de marketing aumenta e, consequentemente, o retorno sobre o investimento cresce. Com o aumento da porcentagem de leads, maiores são as chances de vendas e, com isso, o faturamento é mais alto.

ROI: ferramenta de um longo processo

O ROI é capaz de proporcionar uma maior compreensão de todos os processos e investimentos adotados pela sua empresa. Com esse indicador, é possível desvendar quais são as campanhas que devem ser deixadas de lado e quais merecem uma atenção e investimento maior.

Após o estudo e definição de quais investimentos são rentáveis, é necessário traçar metas e objetivos para uma futura alavancagem empresarial. Em outras palavras, olhar para o longo prazo.

Sendo assim, o planejamento estratégico entra como uma luva para esse problema, já que o mesmo auxilia em toda a organização da projeção do futuro da empresa, estabelecendo objetivos e metas. Com isso, você conseguirá responder perguntas como “onde a empresa quer chegar?’ e “como chegar?”.

Texto escrito por Lucas Duarte, Consultor de Projetos da PUC Consultoria Jr.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.