Sustentabilidade empresarial Sustentabilidade empresarial

Sustentabilidade Empresarial: o que é e qual sua utilidade

11 minutos para ler

A sustentabilidade empresarial é um conjunto de políticas e ações, economicamente sustentáveis e socialmente responsáveis, aplicadas às operações e produtos de uma empresa. Portanto, alinha-se o respeito ao ambiente e à sociedade em que está inserida. Ou seja, é uma questão de responsabilidade social e ambiental. 

Dessa forma, essas ações ajudam a empresa a se posicionar positivamente perante seu público. Sendo que, o crescimento de um negócio deve ser benéfico não somente para seus proprietários, mas também para o consumidor e as demais pessoas envolvidas na produção e desenvolvimento dessa empresa também precisam ser beneficiados. E, isso tudo sem agredir ambientalmente o meio em que se encontra.

Assim, o desenvolvimento sustentável não se preocupa somente com o presente, também tem o objetivo de criar um futuro onde toda a cadeia de produção de uma empresa até seus consumidores continuem a atuar da melhor maneira possível. Dessa maneira, a sustentabilidade empresarial é tratada como um importante fator de decisão estratégica dentro do ambiente corporativo em que é utilizada (CEBDS, 2018). 

Benefícios

Consequentemente, o investimento nas práticas sustentáveis, dentro ou fora da empresa, auxilia no aumento da resiliência da empresa em possíveis novas crises. Isso, porque é de interesse global que atitudes sustentáveis mantenham a economia estabilizada e funcional. Uma vez que, a sustentabilidade permite que os fatores de produção mais constantes ao longo do tempo se mantenham. 

As empresas que aderem a essas práticas têm muitos ganhos, como: 
  • Crescimento do bem-estar; 
  • Preservação do meio ambiente; 
  • Imagem da empresa mais positiva, contribuindo para a credibilidade e confiança junto aos consumidores, fornecedores e investidores; 
  • Vantagem competitiva e diferenciação de mercado; 
  • Redução nos custos de produção, que consequentemente, geram economia nos processos da empresa; 
  • Maior satisfação e aumento da produtividade do colaborador por estar em um lugar que respeita a ele, os colegas, a comunidade e ao meio ambiente. 

ESG

ESG é a sigla em inglês para “environmental, social and governance” (ambiental, social e governança, em português), geralmente usada para medir as práticas ambientais, sociais e de governança de uma empresa (NUBANK, 2020).

Assim, a abreviatura pode ser usada para dizer quanto um negócio busca formas de minimizar seus impactos no meio ambiente. Também pode ser usado para investimentos com critérios de sustentabilidade, ou seja, ao invés de analisar apenas índices financeiros, por exemplo, investidores também observam fatores ambientais, sociais e de governança de uma companhia.

Sendo que cada uma das letras possue um significado:

E (environmental, em inglês, ou ambiental, em português)

Refere-se às práticas de uma empresa em relação à conservação do meio-ambiente e sua atuação sobre temas como aquecimento global e emissão de carbono, poluição do ar e da água, biodiversidade, desmatamento, eficiência energética, gestão de resíduos e escassez de água.

S (social, em inglês e português)

Diz respeito à relação de uma empresa com as pessoas que fazem parte do seu universo. Por exemplo: satisfação dos clientes, proteção de dados e privacidade, diversidade da equipe, engajamento dos funcionários, relacionamento com a comunidade e respeito aos direitos humanos e às leis trabalhistas.

G (governance, em inglês, ou governança, em português)

Refere-se à administração de uma empresa. Por exemplo: composição do conselho, estrutura do comitê de auditoria, conduta corporativa, remuneração dos executivos, relação com entidades do governo e políticos e a existência de um canal de denúncias.

Práticas e processos sustentáveis

Abaixo estão algumas das principais práticas relacionadas à preservação do meio ambiente e de processos sustentáveis:

  • Implementação de sistemas de tratamento e reaproveitamento da água;
  • Uso consciente da água e da energia elétrica;
  • Desenvolvimento de programas de inclusão social na comunidade;
  • Programas de reciclagem;
  • Uso consciente dos recursos naturais;
  • Reutilização de matéria-prima;
  • Não poluir o solo com produtos da empresa;
  • Projetos educacionais referentes a preservação do meio ambiente;
  • Descarte de esgoto e resíduos de forma correta;
  • Não praticar trabalho escravo;
  • Respeito à diversidade cultural, sexualidade, raça, etnia e credo;
  • Políticas para diminuir as diferenças de gênero.

Ferramentas de mensuração

Para monitorar e mensurar os dados de sustentabilidade, foram criadas ferramentas especificamente para o monitoramento sustentável empresarial, que auxiliam as empresas a medir e calcular os resultados obtidos pelas ações e políticas sustentáveis, além de permitir a criação de relatórios específicos. 

Desse modo, os resultados obtidos a partir do acompanhamento permitem comprovar a eficácia das medidas sustentáveis de um negócio tanto em termos quantitativos quanto financeiros. Isso é feito através do cálculo do ROI (retorno sobre o investimento) em determinada ação. Assim, é possível comprovar e criar valor através das práticas sustentáveis.

A Conferência Internacional da Organização das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro, adotou a Agenda 21 para transformar o desenvolvimento sustentável numa meta global aceitável. Por isso, para colocar os princípios da sustentabilidade em prática e adotar os princípios da Agenda 21, essa conferência criou a Comissão de Desenvolvimento Sustentável (CSD – Comission on Sustainable Development), cuja principal responsabilidade é a de monitorar o progresso alcançado (Scielo, 2004).

A partir da conferência, a CSD adotou um programa de cinco anos para o desenvolvimento de instrumentos que sejam adequados aos que tomam decisões a nível nacional. Alguns dos instrumentos são: 

Global Reporting Initiative

O GRI é uma organização internacional sem fins lucrativos, desenvolvido pelo WBCSD (World Business Council for Sustainable Development), que promove o uso do relatório de sustentabilidade como forma das empresas contribuírem para o desenvolvimento sustentável e apresentarem seu desempenho em sustentabilidade (BUSINESS PRO, 2021)

FVTool (Financial Valuation Tool for Sustainability Investments)

Desenvolvido pela IFC (International Finance Corporation), tem o objetivo de auxiliar as empresas a identificar o melhor portfólio de investimentos na área de sustentabilidade. Assim podem oferecer o máximo de valor comercial e social.

SEAT (sigla de Ferramenta Para Avaliação Socioeconômica)

Foi considerada por diversas vezes a melhor ferramenta de mensuração de impacto social do mundo. A SEAT é um conjunto de ferramentas de avaliação socioeconômica, desenvolvida pela Anglo American, empresa global de mineração diversificada e associada ao CEBDS.

A SEAT se apresenta como sendo uma tentativa única por uma grande empresa para incorporar uma avaliação de impactos na gestão constante das principais operações de um negócio.

EMPRESAS QUE ADOTAM AS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL

Segundo o IBC Coaching, existem muitas empresas renomadas e conhecidas que também aderem à proteção do meio ambiente, dentre elas estão:

Unilever

A empresa atua junto a seus fornecedores para a adoção de práticas socioambientais. A intenção é que 100% da sua matéria-prima tenha certificação de origem.

Avon

A empresa de cosméticos investe em trabalhos e campanhas de combate à violência contra a mulher e na diversidade de gênero. E recentemente divulgou em suas redes sociais que já não faz mais testes de produtos em animais. 

Coca-Cola

A empresa pratica a reciclagem de boa parte do seu alumínio e garrafas PET. Com o projeto Coletivo Reciclagem, a Coca-Cola pretende reciclar todas as suas embalagens.

Apple

Reconhecida mundialmente por seus gadgets, pela inovação e design, a empresa da maçã vem, desde 2017, realizando ações consideráveis para transformar o mundo em um lugar melhor para se viver. De acordo com informação divulgada pela própria Apple, um exemplo dessas ações, é o fato de que ela trabalha atualmente com 100% de energia limpa e sustentável em suas instalações espalhadas por todo o mundo. 

Natura

A Natura é uma das empresas brasileiras das quais mais se ouve falar que coloca verdadeiramente em prática a sustentabilidade empresarial. Aparecendo no ranking Global 100, lista das empresas mais sustentáveis do mundo, a organização tem seus produtos feitos com recursos naturais da Amazônia, sendo grande parte deles de origem vegetal.

Você sabia?

Os textos “5 Técnicas que impulsionam a inteligência de mercado da sua empresa” e “Empreendedorismo Sustentável e seu crescimento” publicado anteriormente em nosso blog, também se relacionam ao fato da adesão de práticas sustentáveis à sua empresa. 

Inteligência de mercado

A inteligência de mercado é um processo para o conhecimento mais específico do ambiente interno da sua empresa e de todo o meio no qual ela está inserida. Desse modo, auxilia na definição de um planejamento estratégico voltado às tendências de mercado e consumo, evitando a estagnação do seu negócio.

Como dito antes, a sustentabilidade empresarial é uma importante estratégia dentro do ambiente corporativo em que for utilizada. A aplicação dessas práticas sustentáveis causa uma maior chance de adaptação da empresa em possíveis novas crises, pois manter as atitudes sustentáveis é de interesse global para manter a economia. Assim, o crescimento sustentável permite que os fatores de produção mais constantes ao longo do tempo se mantenham, evitando a paralisação da sua empresa.

Empreendedorismo sustentável

O empreendedorismo sustentável faz referência ao desenvolvimento responsável do meio social e ambiental. Portanto, uma empresa que busca criar um negócio que esteja de acordo com a sustentabilidade, irá fazê-lo de maneira a alinhar as atividades da empresa com medidas que irão contribuir para a preservação do meio ambiente. Assim como a sustentabilidade empresarial, que é um conjunto de normas economicamente sustentáveis e socialmente responsáveis, que são aplicadas a empresa. Aliando sempre o respeito ao ambiente e à sociedade em que está inserida, ou seja, é uma questão de responsabilidade social e ambiental. 

LIVROS RELACIONADOS AO TEMA

Para se aprofundar mais no tema e tentar aplicá-lo com mais certeza em sua empresa, há algumas sugestões de livros: 

  • Gestão Estratégica da Sustentabilidade : Experiências Brasileiras (Isak Krugliankas e Vanessa Pinsky)
  • Sustentabilidade empresarial e mercado verde: A transformação do mundo em que vivemos (Ricardo Ribeiro Alves)
  • Como fazer a empresa lucrar com sustentabilidade (Bob Wilard)

CONCLUSÃO 

Por fim, de acordo com um estudo feito pela Consultoria Nielsen, quase metade da população brasileira têm o costume de prestar atenção nas embalagens, para conferir se são recicláveis ou biodegradáveis e a venda de produtos orgânicos cresceu 124%, o que, segundo a pesquisa, foi mais que o dobro que a dos produtos tradicionais. 

Diante disso, observa-se a grande necessidade de se adaptar, para evitar a perda de clientes e melhorar seus posicionamentos no mercado, e também para que tenhamos a oportunidade de viver em um mundo melhor, menos poluído e em condições sustentáveis, inclusive para as próximas gerações. 

A Puc Consultoria Júnior oferece o serviço de Plano de Negócios, ou seja, se a sua empresa está estagnada, sem qualquer taxa de progressão ou com algum sinal de regressão, a nossa empresa pode te ajudar com esse serviço, e até mesmo, implementar as práticas sustentáveis.

No blog você pode também encontrará diversos outros conteúdos técnicos como esse.

Texto escrito por Mariana Puertas, consultora de projetos da PUC Consultoria Jr.

Referências

MENDES, Gyselle. Os desafios e vantagens da sustentabilidade empresarial aplicada. Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, 17 de jan 2018. Disponível em: <https://cebds.org/sustentabilidade-empresarial/#.YJaGJy35STd>

MARQUES, José. Conheça 5 projetos de sustentabilidade nas empresas para inspirar o seu negócio. Instituto Brasileiro de Coaching, 7 de jan 2020. Disponível em: <https://www.ibccoaching.com.br/portal/conheca-5-projetos-de-sustentabilidade-nas-empresas-para-inspirar-o-seu-negocio/>

O que a sigla ESG quer dizer sobre uma empresa? Blog Nubank, 05 de out 2020. DIsponível em: <https://blog.nubank.com.br/esg-o-que-e/>

ROJAS, Ravier. Como mensurar a Sustentabilidade? Business Pro, 2 de jan 2021. Disponível em: <https://www.businesspro.com.br/post/2021/01/02/como-mensurar-a-sustentabilidade>

BELLEN, Hans. Indicadores de sustentabilidade – um levantamento dos principais sistemas de avaliação. Scielo, março 2004. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1679-39512004000100002>

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.