Entenda sobre a Taxa Mínima de Atratividade: o que é, quando usar

8 minutos para ler

A taxa mínima de atratividade está inserida em um contexto muito importante para a avaliação econômica de empresas no mercado atual. Essa taxa é geralmente analisada em estudos de viabilidade econômica, que verifica todas as características do empreendimento por meio de estimativas calculadas com base nas tendências do mercado. Bem como baseado na sua demanda.  

A taxa mínima de atratividade – faz parte de um grupo de indicadores que analisam o retorno do dinheiro investido, dentro do estudo financeiro. Para entender melhor sua definição e sua aplicação, e como calculá-la, não deixe de continuar lendo esse texto. Pois este tem uma utilidade muito técnica e prática para empreendimentos que estão se iniciando ou que desejam abrir.  

Assim, esse indicador é calculado antes mesmo do empreendimento ser criado. Ou seja, quando é feito um estudo para avaliar mercado, gastos, demanda, e até mesmo estimativas de faturamento com base nas margens de lucros e na etapa chamada precificação. Esta é onde o preço unitário do produto a ser comercializado será definido, considerando o preço dos concorrentes. 

Definição e cálculo da TMA 

A chamada TMA é definida como sendo o mínimo de retorno financeiro que o empreendedor tem que ter para render lucros. Ou seja é uma porcentagem que demonstra por meio da soma entre o custo de oportunidade, o risco do negócio e a liquidez, o quanto que os investimentos retornarão em caixa. Esse indicador também permite a conclusão de que se os investimentos e gastos iniciais irão de fato valer a pena para o dono do negócio. É também um percentual que indica o mínimo que  o tomador de um empréstimo está disposto a receber. 

TMA - Conceitos

Nesse contexto, para uma melhor compreensão da TMA é necessário o entendimento também dos fatores que a definem no seu cálculo, que são o custo de oportunidade, o risco do negócio e a liquidez. Assim, o custo de oportunidade é estabelecido como sendo o valor de gasto ,em porcentagem, para o negócio deixar de investir em outra aplicação em nome da atual, levando em consideração que ele poderia reverter esse capital em benefícios financeiros, é o sacrifício financeiro.  

Ou seja, se por exemplo a TMA fosse 11%, o investimento deve ter um retorno mínimo de 11% para que o negócio fosse viável, já que se o retorno fosse menor que esse, valeria mais a pena investir em outros tipos de aplicação que rendessem mais. É a partir daí que o custo de oportunidade é calculado.  

Riscos

O risco do negócio é a relação entre os riscos envolvidos no investimento ou projeto e o retorno que ele pode gerar, ou seja, os ganhos financeiros. Já a liquidez do negócio é a capacidade que o investimento se converte em caixa, dinheiro. Logo, uma alta liquidez é mais vantajosa para o investidor, já que significa que o ativo pode ser convertido em caixa mais rápido.  

Dessa maneira, a TMA é calculada considerando todos esses fatores de análise financeira e utiliza-se na seguinte fórmula:  TMA = Custo de Oportunidade + Risco do Negócio + Liquidez. 

Além disso, a taxa mínima de atratividade é baseada na taxa Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira, já que os investimentos relacionados a ela são os mais seguros. Segundo o site do Nubank, o Comitê de Política Monetária do Banco Central, que é responsável por definir a taxa Selic, reuniu dia 17 de Março deste ano de 2021 e alterou essa taxa de juros que saiu de 2% e aumentou para 2,75% ao ano. 

A importância da TMA para seu negócio 

Tendo sido esclarecida a definição da TMA , é possível compreender que esse indicador é essencial para um estudo da viabilidade econômica de um negócio, e é uma das principais taxas que indicam se o empreendimento é viável e se vai gerar retorno. 

Além disso, como está na própria fórmula para seu cálculo, o risco do negócio é um grande fator considerado nessa taxa, com ela, é possível que o futuro dono do negócio foque nos riscos de cada aplicação, avaliando se o possível retorno é suficiente para compensar essa incerteza.  

A TMA é importante também para o investidor se basear no momento de fazer uma Análise das Demonstrações Financeiras, ou Análise das Demonstrações Contábeis. Esta é um estudo diagnóstico econômico-financeiro de uma empresa, que considera despesas, lucros , fluxo de caixa entre outras variáveis no ramo financeiro que podem afetar o equilíbrio financeiro do empreendimento. Isso porque, na hora de definir as margens de lucro em um cenário realista, na projeção do fluxo de caixa, a TMA é levada em consideração diante dos gastos que a empresa terá. 

A TMA e a TIR  

A Taxa Interna de Retorno ( TIR)  aponta qual o retorno real de um investimento em relação a um certo período, que é baseado na periodicidade dos fluxos de caixa. Assim, ela é calculada considerando os investimentos iniciais e os gastos futuros, e, com isso, fica claro a avaliação e a apresentação dos possíveis retornos.  

 Para o cálculo da TIR é recomendado que seja feito por meio do Excel , que já calcula essa taxa considerando todas as variáveis que ela engloba.  

Após calculada a TIR, é feita uma comparação com a Taxa Mínima de Atratividade e, relacionando essas duas taxas diante dos três cenários estimados no estudo de viabilidade ( realista , pessimista e otimista). É possível assim, fornecer ao empreendedor resultados estimados mais tangíveis ao futuro empreendimento sobre o fluxo de caixa.   

Dessa maneira, a melhor situação para o investidor é quando a taxa interna de retorno é maior do que a taxa mínima de atratividade, pois isso significa que o investimento é atrativo. Quando a TIR é igual a TMA , isso significa que o investimento não traz lucros nem prejuízos. E quando a TIR é menor que a TMA, significa que o negócio não é atrativo. Ou seja não há retorno significativo ao investidor, e portanto, é mais eficaz que ele direcione seu capital para outros investimentos.  

Assim, a TIR e a TMA são taxas utilizadas para o estudo financeiro e, quando comparadas, se tem um resultado estimado conclusivo se o empreendimento vale a pena ou não. A TMA é utilizada como base para comparação com a TIR, como já explicado, e por isso, a TIR depende da TMA. 

Custo de capital e custo de oportunidade  

Segundo o site oficial da Capital Research, a Taxa Mínima de Atratividade está diretamente relacionada ao custo de oportunidade, como já foi falado, e ao custo de capital. Isso porque o custo de capital se refere à base de risco da decisão financeira. Ou seja, a expectativa que o investidor tem de ganho ao escolher determinado investimento, ao invés de outro. 

Ademais,  o custo de oportunidade se relaciona com o capital que o dono do negócio renuncia em prol de outra decisão, é, como já explicado, o sacrifício financeiro. E a TMA se relaciona a isso, já que ela faz um estudo sobre o custo de oportunidade do dinheiro a ser investido. Incluindo esse custo em sua própria fórmula. 

Conclusão

Após ler essa explicação sobre a TMA , é possível concluir que seu cálculo é baseado em fatores variados. Tanto no que tange ao investimento em si , como quanto às constantes transformações da economia.  

Assim, se você quer saber mais sobre essa taxa e aprofundar no conhecimento sobre suas implicações para seu investimento , uma boa indicação de livro é o “Análise e Retorno de Investimento” , a 1ª edição, do autor economista Anélio Berti. O livro trata sobre introdução à matemática financeira, com parte teórica e  exercícios práticos. A parte que fala sobre a TMA e outras taxas para análise financeira, está no sexto capítulo.

Indicações

Nesse contexto, não se esqueça de que a Puc Consultoria Jr. oferece diversos serviços que utilizam a TMA para traçar estratégias para você,que deseja iniciar seu negócio. Como o Plano de negócios, que inclui além das estimativas de análises financeiras, o plano de marketing , que irá te auxiliar nos diferenciais que o seu negócio deverá adotar para ser um forte concorrente no mercado atual, considerando antes, um estudo aprofundado das características dos seus futuros concorrentes.  

Além disso, não deixe de ler outros textos deste blog que irão te auxiliar a entender melhor sobre a importância de buscar fazer um estudo de negócio aprofundado antes de se iniciar o empreendimento , e nós da Puc Consultoria Jr, estamos aqui para sanar suas dores nessa área, fornecendo projetos de qualidade e custo acessível. 

Texto escrito por Luma Prates, consultora de projetos da PUC Consultoria Jr.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.